Joelhos – As doenças que mais afastam os trabalhadores brasileiros

Saúde Ocupacional 24/07/2013

Os joelhos pedem cuidado especial, já que são essenciais para o cotidiano do trabalhador, independentemente das atividades que ele pratica durante a sua jornada

joelhos

Dando continuidade à série de posts especiais sobre as doenças que mais afastam os trabalhadores brasileiros, o assunto do post de hoje serão os joelhos. Com dados do Ministério da Previdência Social, o portal IG  elencou as 10 doenças responsáveis pelo maior número de afastamentos do país, independentemente da origem ser ou não ocupacional, e os joelhos ficaram na segunda colocação, atrás apenas das dores nas costas, que já abordamos aqui no blog.

De acordo com o portal de saúde e bem-estar Minha Vida, a dor no joelho é um sintoma que pode resultar em diversas outras doenças como artrose, bursite, gota, luxação, rupturas ou lesões nos ligamentos e tendinites. As intensidades podem variar muito, desde um leve desconforto na região até uma dor intensa, que exige a intervenção médica. As dores podem levar a pessoa a sentir dificuldades para realizar atividades triviais, como por exemplo andar e sentar. Homens e mulheres podem ser afetados da mesma maneira, já que os hábitos pessoais e condições do ambiente de trabalho são os fatores que desencadeiam a enfermidade.

Em sua página, o portal esclarece que as dores estão relacionadas ao uso excessivo de joelhos, sem preparo físico adequado, forçando a região. Sentar de maneira inadequada, com pernas cruzadas por muito tempo e excesso de peso podem contribuir para o surgimento das dores.

Para aliviar os joelhos, o portal Minha Vida dá dicas essenciais, como usar calçado baixo com bom sistema de amortecimento, evitar ficar longos períodos em pé, colocar travesseiros entre os joelhos quando for dormir e evitar atividades que aumentam as dores e desconfortos no local. Ainda de acordo com o site, outra maneira de poupar os joelhos é sentar de maneira correta, isso é, sem dobrar ou cruzar as pernas excessivamente ou por muito tempo.

De acordo com o site, o tratamento geralmente envolve repouso aliado ao uso de calçados apropriados para o seu tipo de pisada, que pode ser pronada, neutra ou supinada. Em uma loja de calçados, o vendedor poderá orientar e ajudar a encontrar o sapato ideal, sem machucar ou desgastar o trabalhador. Evitar andar com calçados muito desgastados também contribuem para atenuar o problema. O investimento em Ginástica Laboral também colabora na redução dos riscos de desenvolver o problema.

4 Trackbacks

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *